A-
A+
Segunda-Feira, 07 de maio de 2012
Alta do dólar muda planejamento de viagem ao exterior

O turista que já planeja as férias do meio ou fim de ano e pretende comprar dólar vai encontrar uma situação muito diferente do que viu há um ano. Em 12 meses, a moeda americana subiu mais de 18%, aproximadamente R$ 0,30. Na semana passada, ultrapassou o patamar de R$ 1,90.

A perspectiva é de estabilização nessa faixa de câmbio ou até de ligeira alta. Ou seja, para quem precisa da moeda no curto prazo o melhor é garantir a compra agora. Como investimento, especialistas dizem que o dólar só vale a pena para proteger parte da carteira de uma eventual piora do cenário.

Uma maior valorização do dólar, porém, não muda de forma significativa o planejamento de pessoas físicas comuns. “Em geral, ninguém compra US$ 10 mil. O ticket médio é de US$ 1.500”, diz o diretor de câmbio do Grupo Fitta, Fabiano Rufato. Uma alta de R$ 0,10 representaria um prejuízo de R$ 150 para esse turista, o que não inviabilizaria uma viagem.

“A projeção para o fim do ano é da moeda a R$ 1,80, mas temos que considerar que o câmbio está sendo influenciado muito menos pelos fundamentos e mais pelas decisões do governo, vinculadas à atuação do Banco Central”, diz o economista Silvio Campos Neto, da consultoria Tendências.

Este patamar de R$ 1,80 era o que o mercado acreditava ser a zona de conforto, onde o BC iria parar de fazer tantas compras diárias de dólar, para pressionar a cotação. O governo vem atuando na desvalorização do real por causa principalmente do setor industrial, já que o dólar barato prejudica as exportações e facilita as importações. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística
Imprimir
Enviar por e-mail
< anterior | seguinte >
Anuncie | Quem Somos | Fale Conosco | Asses. de Imprensa
Copyright 2008 © Portal NewsComex - Todos os direitos reservados. Uma empresa do RM GROUP