A-
A+
Sexta-Feira, 22 de junho de 2012
Wilson defende metrô para trânsito de Teresina

A ideia brasileira é antiga, através de veículos sobre trilhos mudar o trânsito das capitais. Teresina sofre com o mesmo problema, as ruas estão cada vez mais cheias de veículos e o sistema de transporte urbano rodoviário não é suficiente para solucionar o caos do trânsito em horários de pico.

O metrô de Teresina surgiu como solução para esta proposta, hoje atende milhares de famílias, mas a intenção do Governo é oferecer este tipo de transporte para mais piauienses. Além da estrutura existente, o metrô de Teresina vai ganhar cinco novos trens, oito novas estações e ainda uma ponte ferroviária sobre o rio Poti. A ampliação vai dar mais qualidade de vida para 200 mil pessoas.

O governador Wilson Martins destacou que essa modalidade de transporte será fundamental para solucionar o problema do trânsito em Teresina, além de representar uma solução imediata para quase um milhão de habitantes. “Não é só uma região ou outra que ganha com os VLTs é a população de toda a região da Grande Teresina. Além disso, já temos a garantia do Ministério do Transporte de atendimento de outro projeto, que é a interligação das cidades de Altos e Timon com Teresina, através do transporte por trilho”.

Hoje, mais de 15 mil pessoas utilizam o metrô diariamente. É o caso de Edina de Sousa, que utiliza o meio de transporte para ir da região do Grande Dirceu ao Centro de Teresina. “Moro próximo à estação da Boa Esperança, sempre usei o metrô por ter uma estação bem perto de casa e pelo valor da passagem que é bem acessível”, comenta.

Atualmente, o valor da tarifa é de R$ 0,80. O metrô conta com nove estações. Dois projetos de novas estações estão adiantados são as estações no bairro Ilhotas e outra no bairro São João, próximo ao Mercado do Peixe. “Economia de tempo, menor gasto com o transporte e qualidade de vida. O cidadão precisará de menos tempo para chegar ao trabalho ou retornar para casa, e com muito mais conforto. Vamos reverter a tendência atual, que obriga o cidadão a passar boa parte do dia pendurado num ônibus, num sufoco que tira muito da qualidade de vida do cidadão”, finaliza o governador Wilson Martins. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística
Imprimir
Enviar por e-mail
< anterior | seguinte >
Anuncie | Quem Somos | Fale Conosco | Asses. de Imprensa
Copyright 2008 © Portal NewsComex - Todos os direitos reservados. Uma empresa do RM GROUP